Registros Paroquiais                                                                                            

O que são registros paroquiais?

Os registros paroquiais da igreja católica formam o grupo de registros mais comuns​ usados em pesquisas genealógicas portuguesas. Como o sistema de registros civis não existia até o século XIX, os registros paroquiais constituem um recurso valioso de dados pessoais. Esses registros se dividem em duas categorias: registros não sacramentais e registros sacramentais. 

Registros não sacramentais:

Os registros paroquiais também incluem livros de ordens fraternais, censos eclesiásticos, livros de contabilidade e qualquer registro histórico local.

Documentos sacramentais:​

Desde o concílio de Trento (1545-1563), os padres paroquiais têm mantido registros de certas ordenanças ou sacramentos que são chamados registros paroquiais. Registros paroquiais incluem registros de batismos, casamentos, mortes ou sepultamentos e confirmações.      

Embora os requisitos específicos para manter registros paroquiais tenham mudado algumas vezes, os formatos de batismo e entradas de casamentos permaneceram basicamente iguais. Este tutorial mostrará estes formatos básicos, focando em informações específicas contidas em cada entrada e localizando onde essa informação geralmente pode ser encontrada. 

Veja abaixo para começar a aprender mais sobre essas fontes excelentes de informações genealógicas.  ​


Tipos de registros paroquiais

Clique no tipo de registro abaixo para aprender mais e olhar exemplos


Registros batismais​ Registros matrimoniais Investigações pré-casamentos Registros de sepultamento